MENU PRINCIPAL

OUTROS SITES
Amapabusca
Blog da Alcinéa
Alcilene.zip.net
Folha do Amapá
Papel de seda
Ivan Carlos
O espírito da coisa
Chico Bruno Blog
Transparência-AP
Noticias daqui
SAITICA

Busca CEP
Listel
Loterias
Receita Federal





 

NOTÍCIAS
18/7 - Mapa da gripe A (H1N1) no Brasil e no mundo.
18/7 - Ações favorecem o Bailique e a Ilha de Santana.
18/7 - Polícia ambiental aumenta barreiras em portos e estradas.
16/7 - Alex Gomes - O "nosso" José.
16/7 - Gabriel Penha. Por que a Festa de São Thiago estagnou?
16/7 - Tenente coronel Corrêa - É democracia?
16/7 - Unidades municipais de saúde passam a fazer exames para diagnosticar dengue.
16/7 - PMM inicia obras de asfaltamento da cidade.
16/7 - PMM reforça a fiscaização urbanistica.
16/7 - Embrapa Amapá_Livro melhoramento do açaizeiro.
16/7 - Diretoria da Associação de Paisagistas toma posse nesta sexta (17) no Sebrae.
16/7 - Linha de crédito especial vai financiar pequenos e médios armadores da Amazônia.
15/7 - Janete aprova audiência pública para debater privatização da INFRAERO.
13/7 - Edgar Rodrigues - Sapere... sapore.
13/7 - Alcione Cavalcante - Construindo o verde.
13/7 - Ruy Guarany Neves - Sarney, no olho do furacão.
13/7 - Dom Pedro José Conti - O mínimo indispensável.
13/7 - Incêndio queima merenda escolar.
13/7 - Clécio v ai falar sobre taxa de marinha na Câmara dos Deputados.
13/7 - Janete quer tirar fábrica da Ilha de Santana do abandono.
13/7 - Liminar proíbe comercializaçao e retirada de mineral extraído irregularmente do Rio Araguari.
13/7 - Embrapa Amapá coleta sangue de peixes.
13/7 - Cursos de pizza e salgados no Sebrae.
10/7 - TCU aprova contasde Carmo Antonio, do TRE Amapá, e cobra deolução de notebook, de Honildo Amaral.

A Polícia Federal está investigando remessas ilegais de dólares para o Exterior, mais especificamente para a China. Principal acusado: Fernando Sarney, o chefe dos negócios do Grupo.

16-7-09
Sonhos e equívocos no PT.
Trabalhei e votei para a eleição do Lula até a campanha da reeleição. Aí já não suportava mais a estupidez das atitudes dele, e votei no Cristovam Buarque. Lula foi eleito, e continua apunhalando pelas costas muitos dos milhões de brasileiros que, alguns perdendo suas vidas, abriram o caminho para fazê-lo chegar à Presidência da República.
Filiado ao PT desde 1987 convivi com muitos sonhos e equívocos. Sonhamos em chegar ao poder para mudar uma realidade de miséria imposta pelos que o detinham. Fui candidato à Prefeitura de Macapá em 1988, praticamente em condições de eleição, mas levando para as ruas o debate sobre a responsabilidade pela miséria nacional. O primeiro grande equívoco ocorreu pouco tempo depois, quando o PT assumiu um restinho de mandato no Governo do Estado. Foi um desastre. Um exemplo típico da explosão da corrupção reprimida. Em algum lugar deve existir uma pilha de inquéritos feitos pelo MPF, que alguém não deixou andar. Tudo isso ocorreu no início do governo do Lula. E nos deu a idéia de como seria o PT no poder.
Em nome da governabilidade foi criada, autorizada ou consentida uma verdadeira “feira do mete a mão” nacional, e o poder se prostituiu de vez sob as bênçãos de Lula, e dos gurus que ele assumiu como seus, a escória da política nacional, com raríssimas exceções.
Ontem, 15, em Alagoas, Lula deu a impressão de que pediria perdão a Fernando Collor de Mello, aquele presidente “minha gente”, expulso do poder por uma enorme manifestação de repúdio de centenas de milhares de jovens, principalmente, que pintaram as caras e foram para as ruas gritar o “Fora Collor”. E ontem, o Lula não só deu a impressão, mas pediu perdão a Collor. “reconhecendo” o trabalho dele.
O Lula pode perdoar quem ele quiser, e isso é bom, mas só pode se o ofendido tiver sido ele. Não pode perdoar ninguém por cries crime cometidos contra o Brasil e seu povo. A procuração que ganhou nas urnas não tem esse alcance.
Uma certeza é de que o presidente pode governar sem esquecer os princípios que marcaram a sua luta e dos seus companheiros. Eu não daria a ele uma procuração para perdoar quem plantou a miséria no Maranhão, ou ajudou a estender o manto da escravidão sobre os trabalhadores da cana, no nordeste do Brasil. E não lembrem que o Lula está fazendo diminuir a desigualdade social no País. É verdade, mas lembrem de que, sem a gatunagem que afaga, a desigualdade seria bem menor.
Não dá mais para esconder.
Faz tempo, quando ainda se sonhava com televisão via satélite e Internet, os políticos desonestos se davam bem, como nas bancas todos os exemplares de jornais ou revistas que contavam suas trapalhadas. Naquele tempo dava certo. Pouca gente ficava sabendo do que faziam. Hoje é diferente. A cidade, mesmo tendo crescido continua pequena, e o advento da televisão via satélite e da Internet, um verdadeiro espaço livre, fazem a diferença, e o que eles pretendem manter escondido sempre aparece. Ainda há quem compre as revistas e os jornais como há diretores de televisão que manda tirar a emissora do ar quando sabem que alguém vai contar os podres do Sarney, por exemplo. Mas são medidas ineficazes. Algumas emissoras não fazem isso e as notícias chegam onde devem chegar. Mesmo que não cheguem, em qualquer lugar existe um computador com acesso a Internet, onde não tem como censurar. E sem censura as coisas saem bem melhores.
Polícia controla o trânsito no domingo.
As autoridades fizeram, no final de semana, o que deviam fazer sempre; botaram o bloco nas ruas com duzentos e cinquenta componentes e sossegaram um trânsito que é uma das piores referências do Amapá, faz algum tempo.
Nenhum acidente fatal registrado, condutores bêbados detidos, carteiras falsas ou vencidas recolhidas, carros em condições irregulares apreendidos. E a cidade respirou aliviada. Mas o que não poderia acontecer, aconteceu.
Na segunda-feira, quando as pessoas que precisavam regularizar alguma coisa no Detran, procuraram o Superfácil, foram informadas de que o sistema do órgão está fora do ar, e só volta em quinze ou vinte dias.
O arrependido.
Corrêa,
Outrora, numa eleição passada, fomos surpreendido por um engodo clássico. Alguém vendeu a imagem de que não possuía nenhuma relação com grupos políticos no Amapá. Isso custou, inclusive, os votos de minha família que são três. Hoje posso dizer o seguinte: Eu acreditava, depois dessa, não acredito mais. Vinicius Pereira.
Comentário - Você talvez não tenha idéia da competência dessa gente na arte de enganar em troca de votos, vendendo terrenos no céu e até as bênçãos do Senhor. São craques nisso.
O Senado deve extrair o carnegão.
Contraditório o raciocínio do presidente Lula, exposto na reunião com os senadores do PT, de que poderia a instituição padecer crise de conseqüências imprevisíveis se José Sarney sair da Presidência. Pois não é a presença dele no comando da Mesa Diretora o principal fator da crise?
Carnegão é um termo feio, pois se associa a dor, pus e tecido necrosado. Mas aqui vale para uma comparação: furúnculos não se curam e não se cicatrizam sem se extirpar o carnegão.
No caso do Senado, José Sarney é como o carnegão. Sem removê-lo, não se aliviará a crise, pelo contrário, ela continuará se agravando.
Não parece ser nada bom também para o relacionamento entre os Poderes esta interferência do chefe do Executivo numa questão que diz respeito ao Senado. Não se vê isso em democracias fortes, nas quais se respeitam mutuamente os Poderes Executivo e Legislativo.
MEMORANDUM // Hélio Rocha - Goiânia, sábado, 4-7-2009 - Caderno Política/O Popular, pg.11.
Minha Casa Minha Vida em Santana
As inscrições para o programa Minha Casa Minha Vida, em Santana abrem no próximo dia 21. A Secretaria Municipal de Ação Social é a responsável pelo cadastro e espera uma média de 10 mil inscritos, porém das 4.800 casas destinadas pelo Governo Federal para o Amapá, só 500 beneficiarão famílias de Santana. Para que possa ser beneficiada é necessário que a família se enquadre em alguns critérios, entre eles os principais que são a renda máxima da família de três salários mínimos; não pode fazer parte de nenhum programa habitacional e tem preferência quem mora em área de risco. Após ser aprovada nestes critérios, a família passará por outra avaliação. Uma equipe de profissionais irá fazer a visita domiciliar para comprovar o que foi descrito na inscrição.
A secretária Marcivânia Flexa explica que os interessados terão disponíveis sete postos de atendimento: Escolas Piauí, Amazonas, Biragui e Iranildes, Centro Açucena, Rotary Santana e Igreja Nossa Senhora da Conceição. O cadastro será manual e o atendimento será de 8h00min às 18h00min. O cadastro será encerrado dia 28 de julho. (Mariléia Maciel)
NOTINHAS
A entrevista com Osmar Trindade que publicamos hoje, foi feita pela jornalista Maracimoni Oliveira, e publicada na Folha do Amapá em 2004. No domingo o jornalista Elson Martins a reproduziu no jornal Página20, do Acre, e a pinçamos de lá. Com atraso registramos as perdas do advogado José Epifânio de Souza, que morreu no domingo, e do jornalista Juvêncio Arruda, falecido na segunda- feira, ambos em Belém. Campeão absoluto em mau atendimento ao público, desinteresse pelos problemas apresentados e falta de compromisso. O pessoal do gabinete do deputado federal Jurandil Juarez ganhou a “honraria”, concedida por um grupo de amapaenses que estudam ou trabalham em Brasília. Muita pressa na busca de culpados pelo incêndio no depósito da merenda escolar da PMM. Já foi moda por aqui queimar arquivos para esconder provas, o que não parece ser o caso. Por que não aguardar o laudo da Politec? Conselho de Ética do Senado com Wellington Salgado, Almeida Lima, Gym Argello e Gilvam Borges. Dá para pensar em alguma coisa parecida com ética? Isso é piada, e de mau gosto. A Conab começa a comprar massa de castanha-do-pará (ou seria do Brasil?) para a merenda escolar. Li a notícia no blog Repiquete no meio do mundo, da Alcilene Cavalcante também lembrei que isso já foi feito aqui, durante um bom tempo, na época em que João Capiberibe governava o Amapá. Os castanheiros tinham garantida a compra do produto retirado da floresta. Isso estimula a geração de emprego e renda. Uma suspeita que começa a surgir nas cabeças da gente. Os times brasileiros não estão tremendo quando vão decidir torneios importantes com os argentinos? Estou falando de times, não da seleção.

Caso de Polícia

Os crimes do Grupo Sarney chegaram aonde deveriam estar. Segundo um relatório da PF, Fernando Sarney, o homem dos negócios da familia, formou um grupo para saquear os cofres públicos. Indiciado esta semana, fez a grande imprensa perceber que a formação da rede na administração pública, era só a abertura do caminho para chegar aos cofres. É um caso de Polícia.
Audiência pública

O vereador Clécio Luis, PSOL, que há seis anos vem debatendo sobre os impostos cobrados dos ocupantes das chamadas "áreas de marinha", fala nesta terça-feira sobre o assunto, em uma audiência pública promovida pela Comissão da Amazônia da Câmara Federal, em Brasilia.
Urbanização

Os frequentadores dos blogs da Internet estão repercutindo a entrevista feita pelas jornalistas Marcia Corrêa e Girlene Oliveira, do programa Café com Notícias, com o promotor Haroldo Franco, publicada no domingo pelo jornal A Gazeta, para cobrar da Prefeitura uma ação rigorosa contra os comerciantes que também usam o passeio público para exposição de seus produtos.
Adeus

Osmar Trindade se despediu da vida na noite de segunda-feira, cercado pelo carinho de seus familiares e amigos, em um hospital da Porto Alegre. Trindade trabalhou no jornal Folha do Amapá desde 1999, mudando para Brasília quando o jornal fechou. (Foto: Daniel Andrade)
 


 

 
 
(96)3223-4927 / 9972-4570