Sesa promoverá mutirão de rastreamento do câncer de próstata

Entre os dias 17 e 19 deste mês, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) promoverá no Hospital das Clínicas Alberto Lima, o Mutirão de Rastreamento do Câncer de Próstata. Homens com idade acima de 40 anos, que já fizeram gratuitamente o exame de PSA, o qual detecta ou não as alterações que podem levar a doença, e apresentaram alguma alteração, poderão ser avaliados. Já aqueles que fizeram exames pré-operatórios no último Mutirão de Urologia, já serão encaminhados diretamente para as cirurgias.

Segundo o secretário de Estado da Saúde, Pedro Paulo Dias de Carvalho, 240 pacientes que realizaram exames no Dia Mundial de Luta Contra o Câncer de Próstata, que ocorreu em dezembro do ano passado, no Laboratório Central do Amapá (Lacen), serão avaliados. “Esta é mais uma etapa do Projeto Prevenção do Câncer de Próstata, que promovemos há alguns anos”, ressaltou o secretário, que é urologista. Ele destacou ainda que o câncer de próstata é a segunda causa de óbitos por câncer em homens, sendo superado apenas pelo de pulmão. Por isso, a principal recomendação continua sendo a prevenção e a promoção de ações educativas.

De acordo com o urologista Tiago Teixeira, que chefiará a equipe de cirurgiões do mutirão, as atividades são para complementar o rastreamento de pacientes que iniciou durante a ação promovida pela Sesa, no fim do ano passado. “Na ocasião, os exames de PSA de 600 homens mostraram alterações. A partir deste fato houve a necessidade de se fazer, nesses pacientes, exames mais detalhados. Como a demanda era grande e exigia diagnósticos com mais celeridade, a Secretaria de Saúde teve a iniciativa de organizar mutirões para atender esse contingente”, esclareceu.

Na primeira iniciativa foram atendidos 240 homens. O mutirão para atender o restante, ainda será agendado. “Nesses três dias, os pacientes serão submetidos a uma biopsia prostática guiada por ultrassom”, ressaltou Teixeira.

Sintomas

Os principais sintomas do câncer de próstata são o hábito de levantar várias vezes à noite para urinar, dificuldades no ato e dor à micção.

Tratamento

O tratamento do câncer da próstata depende do estágio clínico. Para doença localizada, cirurgia, radioterapia e até mesmo uma observação vigilante podem ser oferecidos. Para doença localmente avançada, radioterapia ou cirurgia em combinação com tratamento hormonal tem sido utilizada. Para doença metastática, o tratamento de eleição é hormonioterapia.

 

Sugestão de entrevista

Enfermeira Beth Medeiros, responsável pela coordenação das cirurgias: 9902-2366

Ascom/Sesa: 32126188
Cléia Lima: 9114-6532
Elder de Abreu: 8116-4507