Campanha eleitoral começa com ocupação de área de ressaca

O suposto candidato contratou uma empresa para construir passarelas numa área de ressaca localizada à direita da av. Equatorial, que liga o Marco Zero à beira-rio. O esquema funciona da seguinte maneira: a empresa fabrica e assenta as passarelas e os invasores são estimulados a fincar barracos nas laterais. A denúncia com fotos foi enviada em CD e a intenção do remetente é chamar atenção do Ministério Público e da Justiça Eleitoral. Ação denuncia o perfil do autor, que deve ser um político avesso às questão ambientais, com muita intimidade com o setor madeireiro e certo da impunidade, uma vez que mandou pintar as laterais das passarelas com sua "cor de preferência".