MENOSPREZO ( I )

Quando se rechaça a turma do poder, que insiste em subestimar nossa inteligência com o discurso da periferia, nos confundindo com os moradores dos charcos e baixadas, ficam indóceis e partem para ignorância. Esquecem que somos parte viva da história desse Estado há pelo menos meio século.

O Deputado Ruy Smith (PSB), contra quem não tenho nada pessoal, não pára de atirar contra o adversário errado, parecendo adorar o papel que representa. Fosse mais sensato e cerebral, conteria sua fúria contra seu partido e companheiros, evitando emitir teorias que só ele entende e concorda fazendo o jogo da direita.

Seria importante que alguns de seus seguidores do PSB, sempre citados por ele, lhe explicassem que o voto de louvor solicitado ao TRE não passa de uma forma ardilosa da tropa de choque do governo legitimar, através da oposição, um processo espúrio de compra de voto, reconhecido inclusive por membros daquela corte, num momento de total exaustão e sinceridade. Essa tarefa ficaria melhor em Edinho, Dalto, Jorge Amanajas etc, beneficiários da eleição de Roberto. Mas tinha que ser o Ruy. Fazer o que?

MENOSPREZO ( II )
O cardiologista Manoel Brasil, dublê de deputado não perdoa a oposição pela perda de comando do PMN. Por isso quando pode ataca o PSB, o ex-Senador Capiberibe, sua esposa Janete e toda a sua geração. É o jeito “democrático” de fazer política no Amapá, com o ajuda da mídia discricionária, comprada e sem contraditório, e pior, o faz sem nenhuma base histórica.

Janete jamais se posicionou sobre o tema referente a localização do Aeroporto de Macapá, a não ser quando ficou constatada pela TCU a roubalheira que ainda impede sua conclusão. Na verdade quem foi contra a mudança do Aeroporto foi o homem dos bastos bigodes, que ele não tem coragem de acusar por razões óbvias. Aqui mesmo, neste espaço levantei a questão por mais de uma vez. Ninguém deu bola. O deputado, com mandato, nunca o fez. Outra coisa é a ocupação da área do INFRAERO por gente graúda e da grana, que deveria ser repudiada pelo Deputado. Por isso prefiro o amigo cardiologista, um dos melhores do Estado, ao político.

MENOSPREZO (III)
Advirto meus fiés leitores que esta lista não tem fim. Numa terra de enganadores mais fácil contratar mil “trombeteiros” que cem operários para executar uma obra. A ultima dos “trombeteiros” é espalhar que o PSB/PSOL dos candidatos Camilo e Randolfe fizeram o mesmo que governistas: disputaram no tapa a compra de eleitores nas baixadas, empatando o jogo.

O discurso não é de todo ruim. Confirma uma verdade e contém uma mentira. Quem tem a chave do cofre, que promove a gastança, não é o PSB. Quem foi pego ameaçando usuários de benefícios sociais, professores, funcionários públicos e comerciário, trocando cesta básica, apavorando fisicamente indefesos cidadãos, arriando bandeiras nas baixadas a custade dinheiro vivo, segundo inúmeras denúncias ao TRE, não foi a oposição. Dá um tempo!

O FATOR LUCAS
Estou com quem acha que Lucas Barreto (PTB) se deu bem nessas eleições municipais. Até manter-se distante do segundo turno, se é que se manteve, foi uma estratégia inteligente. O candidato petebista deve engrossar a lista de romeiros ao Setentrião em 2010. Ou para o senado se a coisa não fluir e mudar o curso, segundo os pessimistas. Ocorre que Lucas padece do mesmo mal que aflige a maioria dos políticos do Amapá: a obediência cega a Sarney de quem é assessor muito acima de sua vontade pessoal.

Por isso desconfia-se que só fará o que Sarney mandar. Outra coisa que intriga em Lucas, cujo partido vai ter dificuldade de alianças em 2010, pelas mesmas razões do PSB é porque que sempre que aparece como candidato viável, argumenta-se a seu favor uma suposta “boa relação” com o judiciário. Que diabo isso quer dizer? Até onde sei o TRE não é um partido político e favorecer qualquer candidato, até por acidente, é algo que fere de morte a Constituição do país.

Aliás, esse comentário longe de invencionices, factóides ou especulações, se divulga fartamente para aumentar o prestígio eleitoral de Lucas. Só acho que deveria ser devidamente esclarecida por quem de direito, no caso o Tribunal de Justiça do Estado. O nosso problema é possuir a maior fazenda de avestruz do mundo, por isso questões relevantes como essa, jamais são respondidas.

POLICIA PRIVADA
Quando se fala que vivemos um momento obscuro da democracia amapaense, lá vem a turma do “puder” alegar choro de perdedor e fazer troça de coisa séria. O envolvimento da Policia Civil em atividades ilegais, clandestinas, criminosa e de desrespeito a Constituição e ao próprio judiciário, nessas eleições, deveria merecer medidas punitivas graves e uma resposta por parte da autoridade policial e judiciária. Aonde vamos parar com isso?

Esses arrivistas não podem se considerar donos do Estado. Enganam-se os que acham que as vítimas serão sempre apenas os Capiberibe, perseguidos dia e noite. O receio é que por insanidade de gente despreparada para o exercício do poder, por desconhecimento das funções constitucionais do Estado e suas instituições, pela impunidade, arrogância e prepotência institucionalizada, rapidinho cheguemos ao ESTADO POLICIAL que submeterá a sociedade como um todo, não uma pessoa ou grupo político em particular.

QUEM VAI ENCARAR?
Todo mundo sabe que nessas eleições batemos no fundo do poço. Que no seu pior momento chafurdamos na lama. Tem muita gente, antes considerada “boa”, que não está nem aí e mudou de lado. Tudo por um punhado de dinheiro. Tudo pelo poder.

Povos civilizados fazem da conquista do Estado de Direito e da Democracia, sua bandeira de lutae consideram valores indispensáveis para escolha de governos legítimos que coloquem o bem coletivo acima dos interesses pessoais. Infelizmente essa é uma matéria árida que os milicianos desse governo nunca vão entender, cegos pela gastança sem controle.

Entre os democratas de verdade há os relutantes que fazem uma confusão danada entre os interesses do Estado Amapá e o do grupo político do Senador Capiberibe, que capitaliza a insatisfação popular porque, sejamos justos, trabalha duro pra isso. Daí porque fazem corpo mole. Essa é uma tarefa dura e de todos e o PSB, admitam ou não, ainda é o melhor canal, como indica sua votação crescente a cada eleição.

Depois é próprio dos movimentos sociais acontecerem sob o comando de uma liderança. Isso é be-a-bá e pré-primário da sociologia. Não dá mais para brincar de “esquerda festiva”, de fazer beicinho, do discurso de boteco sem uma atitude afirmativa, sem um engajamento efetivo.

IGNORANCIA EM ESTADO BRUTO
O Prefeito eleito ainda não tomou posse é já mostra o seu jeito sarneysista de ser. Convidado democraticamente pela Deputada Janete para ir ao gabinete do Ministro Hadad que liberara recursos para construção de quatro creches no município de Macapá, se escondeu no gabinete do senador maranhense e não compareceu. Esta atitude me fez lembrar o mesmo Sarney que usou o pretexto inverso para justificar ter negado recursos ao Estado que generosamente lhe deu três mandatos, por ser Capiberibe o governador à época.

Aliás a cegueira política de Sarney contra os desafetos leva a fazer uma baita confusão sobre o papel das instituições brasileiras, como nesse caso e naquele em que afirma que um prefeito só pode governar se for afinado com o Governo Estadual e Federal. Exatamente como fazia quando Presidente, desrespeitando o pacto federativo. Janete não leva em conta quem governa e foca nas necessidades do cidadão. Sarney leva. Gente IG é outra coisa.

POUCAS E BOAS - Quero parabenizar o DATAJOB do amigo Job Miranda pelo acerto das pesquisas na reta final do pleito+++ No mesmo tema; bastou o IBOPE ajustar seus números ao que queria o poder para ressuscitar das cinzas e sair na mídia+++Senti o Deputado Bala muito down na última vez que o vi. Apesar da relevância do posto dentro do PDT, presidente do Diretório Regional, amargou dois revezes que abalaram pra valer sua carreira política. Todas orquestradas por Sarney+++Bala , para quem conhece sua trajetória, como eu, foi personagem fundamental na construção da caminhada de WG ao governo, sem o devido e merecido reconhecimento. Deixou nas entrelinhas a intenção de desembarcar do projeto+++ Wagner Gomes, liderança expressiva do PT, garante que o partido só perdeu ao aliar-se ao governo Waldez e a Sarney. Para o causídico é fundamental refazer o cominho e isso implica em reaver a antiga aliança da esquerda com o PSB e agora com o PSOL também. Antonio Nogueira, Prefeito de Santana, vai ser peça chave nessa reconstrução+++ Aliás é de Wagner a criação da sigla PCC que tanto aborreceu Dalva e seus aliados. Há quem aposte que Dalva não tem saída, a não ser em abril de 2010 quando o governo troca de mão. Até lá o partido é mais PCC que PT+++ Petista bem informado garante que o partido vai ser vitima de uma carnificina com grande mortandade. É esperar pra ver+++ Moises Alcolumbre (DEM) que perdeu a reeleição para a Câmara de Vereadores surpreende a quem só o conhece à distância. Educado, inteligente, sabe das coisas e para onde quer ir. Tem futuro+++ Em contra partida tem uma mixórdia de políticos que só pensam “naquilo”. Não trabalham e querem ganhar eleição comprando voto, pensou alto seu Cardoso, um legítimo cidadão+++ Meton Jucá está curioso para saber qual a relação do programa oficial da Assembléia Legislativa na 94 FM com o pré-vestibular Desafio que veicula sua propaganda abertamente no mesmo. Que tal o Ministério Público responder?+++ Jorge Amanajas que se cuide. Waldez Góes já tem a sua Dilma Russef e atende pelo nome de Alberto Góes, o grilo falante do governo. Outro dia uma pesquisa suspeita do JD lhe deu 25% das intenções de voto ao governo. Amanajas não passou de 6%. Atentai bem Jorge: cavalo não sobe escada! No momento é só.