CENAS DE BARBARIE!

Quando digo que muita coisa dessa eleição ainda vem à tona sei do que falo. Nesse final de semana me foi apresentado algo que confesso não me surpreender, por conhecer a razão que move esse tipo de atitude.

Em plena via pública, diante dos olhos de incredulidade de quem passava no local, logo que confirmada a vitória do candidato governista, o Deputado Dalto Martins (PMDB) comanda a queima da bandeira amarela do candidato Camilo Capiberibe, igual vândalos e bárbaros faziam com os inimigos em suas invasões na busca de novas terras nos primórdios da civilização.

Está lá, tudo filmado, deputado lívido, visivelmente fora de si, liderando seus milicianos numa atitude nada dignificante para um deputado e de desrespeito ao seu colega de casa e à democracia, principalmente. Bandeira é um símbolo, e como tal deve ser respeitada.

Logo me ocorreu que jamais flagaria Robelino Albuquerque, Jocy Furtado, Antonio Furlan, Hilton Cruz, Antonio Telles, Dílson Ferreira, Roldão, Ribamar Cavalcanti, Alberto Lima (que mesmo morto deixou um legado de cidadania), entre tantos nomes de respeito da medicina do Estado, em atitude tão pequena.

O que me leva pensar a que serve a Escola do Legislativo que não ensina sobre ética e cidadania aos seus pares? Pelo menos para justificar sua existência e minimizar o custo de sua manutenção e pagamento do aluguel do prédio. Francamente, não dá para aceitar, não dá para calar!

MESMICE

Acho até que o atual governo já fez mais que isso. Não tanto quanto deveria ter feito se considerarmos a obra do anterior e a montanha de dinheiro que teve a seu dispor, nesses 6 anos de mandato.

Digo isso porque o governo manipula, todo exercício, um orçamento cada vez maior por conta dos bons ventos da economia brasileira.

O estimado para este ano, salvo engano, é de dois bilhões e trezentos milhões. Podendo chegar a mais ao fim do exercício como todo ano acontece.

Na verdade, quero mesmo é me referir a propaganda institucional, repetitiva, que rola no rádio e televisão falando do tal “lugar bonito” e seus clones e do asfaltamento da cidade, como grandes obras desse governo.

Tudo não passa de doses homeopáticas de emburrecimento aplicadas todos os dias na população que, se educada fosse, deveria reclamar por muito mais.

Um governo não pode ser só isso. Ou fez apenas isso, ou o marqueteiro do Setentrião padece de falta de imaginação.

O PT O PCC E O FUTURO

Tenho um grande respeito pela Professora Dalva que há algum tempo lidera o PT no Estado com mão de ferro, mas penso que precisa urgentemente melhorar sua assessoria política se quiser se livrar da maldição da sigla PCC criada por Wagner Gomes nessa eleição.

A solução do Partido dos Trabalhadores é se voltar para dentro, submeter-se a autocrítica, passar por uma profunda revisão, retomar sua identidade ideológica e o caminho perdido.

Há muito o PT não traça sua própria trajetória, nem tão pouco seus objetivos. Deixa-se levar por interesses pequenos, distante daquele que um dia representou a esperança na construção de uma sociedade igualitária.

A manipulação do partido é visível e vem de fora. Noticia-se que deverá ocupar a secretaria de educação do município, uma forma sub-reptícia de manter os trabalhadores presos ao atual esquema de poder, pois em abril de 2010 vai desembarcar do governo Waldez por força da nova conjuntura.

PEDRAS NO CAMINHO

Enquanto não desiste da candidatura em 2010 o secretário de estado da Saúde e vice Governador Pedro Paulo vai provando um pouquinho do amargo veneno de se ser oposição ao “sistema” local, que por ironia ajudou a montar.
Em doses cavalares e não homeopáticas, para usar uma terminologia médica que tanto conhece, Pedro Paulo vem sendo desestimulado, tendo que matar um leão todos os dias e ainda retirar as pedras colocadas na sua trajetória, bem no estilo do velho caudilho maranhense.

A CPI da saúde é uma delas. Pode lhe “caçar” o mandato de Vice e quebrar-lhe as pernas, pois sem aquela caneta sua candidatura vai para o espaço. A seu favor, e ao contrário do que deseja Dalton Martins (PMDB), o fato de se tratar de uma bomba de alta fragmentação e atingir Waldez Góes, não sem antes arrasar o Planejamento,Finanças e Gestão.

Outro sinal exterior da rejeição ao Vice é a cassação do registro da Prefeita Euricélia , pelo juiz eleitoral do Laranjal do Jarí, Município que governa há quatro anos.
Pedro Paulo, qualquer que seja a restrição que se lhe possa fazer, não pode ter negado o direito de construir o seu projeto político. E vem trabalhando com determinação na capital e interior com mais competência que Waldez Góes.
Errado, e aí tem a nossa censura, se esse trabalho envolva a utilização indevida de recursos públicos como denuncia o peemedebista. É Inadmissível, também, querer implantar no Amapá o regime do partido único.

POUCAS E BOAS - Minha mãe, que era uma sábia e tinha um senso de justiça apurado, costumava aconselhar manter distancia dos ignorantes. Por três razões, dizia. Primeiro por que jamais se convence um ignorante, depois a convivência poderia me tornar um deles, por fim correria o risco de levar na cara, pra não dizer outra coisa +++ Pois bem, agora o Gilvan Borges está prontinho par assumir a Academia Brasileira de Letras depois que fabricou aquela “coisa” chamada Urucubaca num jornal local. “Coisa” porque aquilo não se enquadra em nenhum estilo literário além de imprópri para mentes bem formadas +++ Quem sabe com a ajuda do seu buana Sarney, que já lhe deu uma vaga no senado, poderia chegar a ABL. Mário Couto, ó Mário Couto! +++ Não entendo o espanto do recém eleito prefeito Roberto sobre as finanças da PMM. Todo mundo conhecia o buraco. Não perguntou ao João ? +++ Essa coisa de incentivo ( renúncia) fiscal aos empresários é mais uma conversa para boi dormir. Estava tudo certo e ligado ao resultado das eleições segundo um empresário recém chegado ao Estado e inadvertidamente convidado a uma reunião num hotel da cidade +++ Segundo o mesmo nunca tinha assistido nada mais imoral. È verdade, afinal jamais fomos atingidos por crise alguma. Nossa economia é mais forte que a do Brasil de Lula, nada nos abala. Afinal há muito sobrevivemos do contracheque dos funcionários públicos +++ Caso seja ICMS a coisa é grave. Esse imposto é pago pelo cidadão pra ter escolas, hospitais dignos, segurança e outros benefícios sociais. Não há nenhuma razão, caso seja verdade, do mesmo engordar o lucro de empresários +++ As ações que tramitam no TRE contra o candidato Roberto Góes (PDT) , eleito Prefeito de Macapá e de Antonio Nogueira de Santana (PT) , segundo os entendidos, deverão desembarcar no STE, Brasília +++ Deverão ser cassados aqui e só então o abacaxi sobe ao planalto +++ Não vou patrulhar ninguém máximo em questões de consciência. Não acho que a vitória redime tudo. Que devemos jogar a sujeira para sob o tapete e fingir que tudo aconteceu dentro da ordem constitucional. Que o Katrina não destruiu Nova Orleans. Foi tudo miragem. É função de todo jornalista cobrar transparência e ética na política. A menos que usar dinheiro público e comprar voto seja normal. O que devemos esperar de um candidato que se elege nessas condições? +++Sabe amigo Correa, pior que a morte é viver sem esperança. A morte carrega consigo nossas esperanças e viver sem esperança nos torna mortos vivos. ++ Por hoje é só.